Anúncios | Artigos | Galeria |  Fórum   | Eventos | Utilizadores | Top | Raças | Diários | Quem?

Utilizador:
Password:
Memorizar-me


== ARTIGOS ==
Site Felinus
Lazer
Entrevistas
Clipping
BD
Newsletters
Encontros
Ajuda
Notícias
Sobre o Site
Informação
Raças
Conselhos
Legislação
Notícias
Campanhas
Crónicas
Histórias Felizes
Ficção
Humor
Opinião
Livros
Revistas
Filmes
Lojas
Veterinários
Alimentação




Artigos  » Informação » Conselhos

Lidar com lutas de gatos


Autor: desconhecido

Os gatos são animais muito territoriais e quando estão vários animais num espaço limitado há que estabelecer hierarquias.

Um dos gatos estabelece-se como o gato (ou gata) dominante da casa. Não é difícil de o identificar, é o gato que normalmente procura o lugar mais alto na estante da casa ou que pede para ser alimentado primeiro que os seus comparsas felinos ou que pode, inclusive, marcar o seu território (neste caso, a sua casa) eventualmente com urina.

E não quer dizer que seja o gato mais velho da casa ou o macho…

À medida que o gato vai amadurecendo ou vão entrando novos ocupantes felinos, as tendências de gato dominante vão aparecendo, gradualmente. E um dia poderá ver-se envolvido num cat-wrestling, entre pêlos no ar, bufadelas e assanhadelas.

Nunca se deverá intrometer entre dois gatos que estejam em pleno combate. A atenção de ambos os gatos estão voltadas unicamente em cada um deles, o nível de stress está ao rubro e você terá uma boa hipótese de ser arranhado ou mordido se intervir directamente nesta luta.

Mesmo depois de ter separado os seus gatos, estes devem ser deixados sós por um bom par de horas. Jamais apanhe um gato que esteja no meio de uma luta !
Autor: desconhecido



E o que fazer então ?



Utilize uma vassoura para tentar retirar o gato assanhado da sala em que o outro se encontra e feche a porta. Deixe-o ficar por umas duas horas, ignore o seu gato, deixando-lhe comida, água e uma liteira. Deixe-o acalmar-se pois nesse momento ele ainda estará muito excitado e zangado pela luta. Saberá qual a altura certa para o acalmar quando o vir dedicar-se à sua higiene ou a comer.


Aqui ficam algumas dicas que poderão ajudar no que toca a evitar lutas entre gatos ou a separá-los quando a luta está a acontecer:

- Esterilize ou castre o seu animal. É a primeira acção na prevenção de agressão entre animais;

- Mantenha as unhas cortadas aos seus gatos ;

- Mantenha o controle sobre o número de animais que mantém em sua casa. Os gatos necessitam de espaço individual. Se tiver um número elevado de gatos na sua habitação, procure ter sítios em que os seus gatos se possam refugiar uns dos outros;

- Em caso de luta, tente separar os gatos atirando um cobertor sobre um deles para os separar;

- Utilize uma vassoura para tentar retirar um dos gatos para outra sala e assim os separar. Feche a porta, isolando os gatos temporariamente;

- Ligue o aspirador perto dos gatos em luta;

- Em caso de uma luta entre gatos não utilize o borrifar com água pois normalmente os animais estão tão concentrados na sua luta que nem notam os borrifos e você perde com isto algum tempo;

- Gritar e esbracejar também não é algo que se recomende, pois os gatos reagem ao nosso nível de stress e estando você, nervoso e ansioso, a fazer barulho, irá fazer com o seu gato fique mais nervoso e mais stressado do que ele já está. Tente manter-se o mais calmo possível.


Observe os seus gatos e entenda um pouco da sua linguagem corporal. Conhecer o seu gato pela sua atitude corporal é meio caminho andado para prevenir situações agressivas. Os ponto-chave são a cauda, as orelhas, os olhos e a posição do seu corpo em relação ao chão.

Um gato em situação agressiva manterá o seu corpo com uma maior rigidez, mais perto do chão, a sua cauda muito agitada de um lado para o outro, com alguma rapidez, o pêlo eriçado. A cabeça estará em posição recuada ou avançada sobre o tronco, conforme a posição de defesa ou ataque do gato. Os olhos bem abertos, as pupilas dilatadas, a boca aberta mostrando as suas presas, soltando rosnadelas ou silvos, as orelhas bem puxadas para trás.

Estes são os sinais de perigo que deve reconhecer e se possível, poder pôr em prática algumas das dicas presentes neste artigo antes mesmo que os gatos iniciem a luta.

Autor: desconhecido




Bibliografia:
Retirado do site: http://www.thecatsite.com/Behavior/202/Breaking-up-Cat-Fights.html

- MMonte (Madalena Monte) [ Europe/Lisbon ] 2007/09/18 12:22

Versão para Impressão Enviar a um amigo

» Chamarrita-Pandeireta ( Castelo de Xavier) » [ Europe/Lisbon ] 2008/08/04 11:52
Por aqui de vez em quando também há escaramuça entre o menino (adulto, castrado, NÃO dominante) e uma das meninas, a Vi (NADA dominante)... mas a parte pior não é a luta com contacto físico, que nunca se aleijaram, mas a guerrilha psicológica - não deixar comer ou ir à casa de banho, por exemplo. No entanto são capazes de estar perto um do outro a tarde inteira, dormindo a sesta... não compreendo estas oscilações de comportamento, e já vou deixando de interferir. Depois da escaramuça, o Kyikoo retira-se e fica tranquilo, e ela também! Não é estranho?

» danimira ( Daniela Miranda) » [ Europe/Lisbon ] 2007/09/30 16:41
Pois.... entrar numa luta de gatos não é nada agradável... quem se lixa somos nós, e eu que o diga! Há uns anos meti-me numa, e saí com o braço todo arranhado e furado! Estive mais de um mês para curar a infecção e o inchaço do braço... Agora tenho 3 cicatrizes no pulso e 4 furinhos no braço para me lembrar de para a próxima ficar quietinha wink.gif

» patrícia carla ( Patrícia Carla Batista Silva) » [ Europe/Lisbon ] 2007/09/21 01:00
Foi mesmo uma coincidência ter visto este artigo aqui, porque o meu Edgar teve hoje uma luta terrível com a gato da vizinha... não sei o que fazer! São os dois castrados mas não se suportam! Normalmente os meus gatos vivem num apartamento, mas quando tenho de vir a Chaves (como foi o caso) andam livres pela quinta e o Edgar adora provocar um amarelito da vizinha. Agora está ali, com uma pata inchada e todo dorido... Em casa é um gato pachorrento e dorminhoco - e a dominante é, sem dúvida, a minha gata Nefertiti - quando se vê em liberdade transforma-se num tigre temeroso que dá mas também leva!... Afinal, parece que a castração não serviu para o acalmar...wink.gif

» irinaina ( Irina Nunes) » [ Europe/Lisbon ] 2007/09/20 22:31
eheh! eu tenho dois meninos cá em casa, e as lutas entre eles são constantes, há anos. Ao contrário do que seria de esperar, não consigo entender qual dos dois é o dominante, acho mesmo que é por fases, e é aí que surge a luta tongue.gif mas eles têm muito respeitinho e as vezes basta um berro para eles parrarem tongue.gif também tenho o habito de ir arrancar da luta o mais massacrado (ele ainda mordisca mas depois fica super satisfeito porque percebe que foi salvo e pela dona!! wink.gif )

» Adsartha ( Rita Machado) » [ Europe/Lisbon ] 2007/09/20 13:22
Não posso dizer que as minhas gatas lutem, digo antes que de vez em quando têm uma discussão mais acesa, nunca se aliejaram entre si! Em relação ao territorialismo é engraçado observar que a que está lá há mais tempo é a única que se roça nas portas e nas esquinas da casa para além de se roçar em nós. As outras só se roçam em nós!

» MJGM ( Maria João Martins) » [ Europe/Lisbon ] 2007/09/19 18:13
Muito bom!
Ainda ontem houve uma cena de pugilato cá em casa entre os dois machos, tendo as duas meninas tomado partido por um deles... mas foi coisa sem importância!
Mas agra já sei, uma almofada que é coisa que está sempre à mão também deve fazer um efeito semelhante ao do cobertor.

» netinho ( Sílvia Neto) » [ Europe/Lisbon ] 2007/09/19 10:24
Nunca me tinha lembrado da questao do aspirador.... mas com o meu nino n ia resultar .... sad.gif ele adora ser aspirado.....
TERMOS DE USO | Regras de Utilização | Felinus e Cia. - © 2001 - 2017 Equipa Felinus