Anúncios | Artigos | Galeria |  Fórum   | Eventos | Utilizadores | Top | Raças | Diários | Quem?

Utilizador:
Password:
Memorizar-me


== ARTIGOS ==
Site Felinus
Lazer
Entrevistas
Clipping
BD
Newsletters
Encontros
Ajuda
Notícias
Sobre o Site
Informação
Raças
Conselhos
Legislação
Notícias
Campanhas
Crónicas
Histórias Felizes
Ficção
Humor
Opinião
Livros
Revistas
Filmes
Lojas
Veterinários
Alimentação




Artigos  » Campanhas

Debater os maus tratos no banco da escola

Aassociação Animal vai levar uma campanha de sensibilização a várias escolas da Área Metropolitana do Porto e também das cidades de Braga e Aveiro. A iniciativa arranca já em Novembro, abrangendo um vasto universo de alunos, tal como vasto será o leque de temas a abordar ao longo das sessões, que se prolongam por todo o ano lectivo. A problemática do abandono de cães e gatos, os animais de circo ou o uso de peles genuínas são alguns exemplos.

"A ideia é alargar o programa ao país todo, mas não este ano, porque se nos depara a questão geográfica. Vamos ver se arranjamos equipas de voluntários que, para o ano, possam fazer as acções nos seus concelhos", explica Mafalda Fonseca e Castro, coordenadora do projecto. Os destinatários são alunos de todos os graus de ensino, incluindo o pré-escolar mas exceptuando o superior, sendo necessário que as escolas se inscrevam para poderem receber a equipa da Animal.

No decurso das acções, que terão a duração média de duas horas, vão ser abordados temas apropriados às idades dos alunos. Os mais pequenos ficam-se pelos cuidados a ter com os animais de companhia e com algumas reflexões sobre os animais dos zoológicos, do circo e de quinta. Já os mais velhos terão oportunidade de discutir esses e os restantes assuntos, a saber: touradas, animais de laboratório, tiro aos pombos e peles.

Segundo a Mafalda Fonseca e Castro, "alertar e sensibilizar" são as palavras-chave desta campanha. "Achamos que a maior parte das pessoas não sabe o que se passa com os animais em geral", refere. Talvez por esse motivo é que, entre as entidades interessadas em acolher a iniciativa, constam uma instituição de solidariedade social e um centro paroquial do Porto, além das inúmeras escolas da cidade que já estão inscritas. Também a Junta de Freguesia de Leça da Palmeira, em Matosinhos, contactou a Animal nesse sentido, assim como as câmaras da Maia e de Valongo.

Este programa não nasceu do nada. Na verdade, a associação tem feito abordagens avulsas em várias escolas, nos últimos anos, e o sucesso desses contactos levou à elaboração do projecto actual, mais consistente e mais abrangente. No decorrer das acções, a tónica dominante será sempre os maus tratos sofridos pelos animais, em qualquer uma das áreas de análise atrás elencadas.

Os alunos recebem informações, mas também lhes será pedido que tenham uma postura participativa. Questionários, jogos, trabalhos de pesquisa, composições e elaboração de um panfleto informativo são actividades em que vão poder tomar parte. Claro que as sessões serão, igualmente, um palco privilegiado para que os estudantes conversem sobre estas matérias.



Jornal de Noticias de 26 de Outubro de 2004

- Becas (Fernanda Ferreira) [ Europe/Lisbon ] 2004/10/28 22:50

Versão para Impressão Enviar a um amigo

» Ana Ramos ( Ana Ramos) » [ Europe/Lisbon ] 2004/10/31 01:48

Esperemos que com muitos e bons resultados.

» inesss ( Inês Fernandes) » [ Europe/Lisbon ] 2004/10/29 16:55
BRAVO!

De pequenino é que se torce o pepino...

O que as crianças aprendem em pequeninas fica para a vida toda!

E quando são pequenas estão mais receptivas e são mais sensíveis, o que ajuda a formar boas consciências.

» hecep ( Helena Cepeda) » [ Europe/Lisbon ] 2004/10/29 11:02
Acho que sim Zica, interessa respeitar toda a natureza.

» ZicaCabral ( Zica CAldeira Cabral) » [ Europe/Lisbon ] 2004/10/29 10:53
que maravilha de iniciativa. Podem assim alertar as criancas para o sofrimento dos animais coisa que elas nem peE os Pais, grandes responsaveis pela educacao humanistica e emocional das criancas, normalmente sao muito ausentes nessa materia (e noutras.....mas adiante).
Ja agora faria uma sigestao, porque nao englobar as arvores , flores, insectos (blharg) aranhas (duplo blharg) e todos os seres vivos em geral nessa campanha. E explicar as criancas (o que eu sempre fiz com os meus alunos) que nos nao somos superiores aos animais, somos um todo dentro da natureza. Nao temos direitosde vida ou morte sobre eles, temos deveres e o primeiro e zelar pela seguranca e felicidade de cada ser vivo dentro do seu habitat.
TERMOS DE USO | Regras de Utilização | Felinus e Cia. - © 2001 - 2019 Equipa Felinus