Anúncios | Artigos | Galeria |  Fórum   | Eventos | Utilizadores | Top | Raças | Diários | Quem?

Utilizador:
Password:
Memorizar-me


== ARTIGOS ==
Site Felinus
Lazer
Entrevistas
Clipping
BD
Newsletters
Encontros
Ajuda
Notícias
Sobre o Site
Informação
Raças
Conselhos
Legislação
Notícias
Campanhas
Crónicas
Histórias Felizes
Ficção
Humor
Opinião
Livros
Revistas
Filmes
Lojas
Veterinários
Alimentação




Artigos  » Informação » Notícias

Manifestação exigiu demissão de veterinário municipal


Em frente à autarquia, os manifestantes acusaram António Flor Ferreira de ordenar o abate de animais com processos de adopção em curso e, ainda, de entregá-los vivos para servirem de cobaias nas aulas do curso de Medicina Veterinária da Universidade de Évora (MVUE).
Ao protesto aderiram sobretudo defensores dos direitos dos animais - que lançaram o apelo através de redes sociais da Internet - eborenses que condenam a actuação do veterinário e também professores e alunos do curso de MVUE.
Docente da disciplina de Comportamento Animal, Alfredo Pereira condena "a forma como os animais são tratados". Acusa António Flor Ferreira de ser "um déspota por não permitir que as duas veterinárias que trabalham no canil desenvolvam boas práticas no tratamento dos animais, como a adopção e a esterilização, à semelhança do que acontece noutros países".
Diz, ainda, que "esta visão anacrónica e ultrapassada não serve os animais nem abona a favor da profissão".
Aluno do 3º ano do curso de MVUE, Ricardo Lopes também defende a demissão do veterinário municipal "por causa do abate de sete cães, cinco dos quais com processos de adopção em curso".
Já em relação ao uso de animais vivos como cobaias, contestado pela maioria dos manifestantes, mostra algumas reservas. "Não sou contra isso porque eram levados para a universidade no âmbito de uma parceria com a autarquia. No final das aulas eram eutanasiados com a devidas condições e dignidade", defende.
O estudante só discorda do destino final dado aos animais. "Se eram saudáveis podia ser-lhes dada a possibilidade de serem adoptados. Dezenas de alunos quiseram fazer isso, mas não foi permitido", disse.
Há vários anos que animais vivos e saudáveis, enviados pelo canil municipal, eram utilizados como cobaias no Hospital Veterinário da Universidade de Évora. O caso foi denunciada pelo JN e motivou a abertura de inquéritos por parte da autarquia e da Ordem dos Médicos Veterinários. A própria bastonária mostrou-se "chocada" e anunciou a criação de uma comissão de trabalho para avaliar eventuais situações semelhantes noutras zonas do país.

Fonte: JN

Autor: Reprodução
Manifestação em Évora pela demissão do veterinário municipal


- AnaBeatriz (Ana Beatriz) [ Europe/Lisbon ] 2010/11/23 11:20

Versão para Impressão Enviar a um amigo

» aslpetrini@sapo.pt ( Maria de Lourdes Petrini) » [ Europe/Lisbon ] 2010/11/23 18:26
Mas se essa "amostra de veterinário" for demitido, que fique proibido de exercer a profissão seja onde for, para que não volte a causar mais atrocidades.
Parabéns pela iniciativa !

» AnaBeatriz ( Ana Beatriz) » [ Europe/Lisbon ] 2010/11/23 17:42
No fórum no tópico sobre esta situação está o link para a reportagem feita pela Sic.

» atlantic ( Elisabete Feitoria) » [ Europe/Lisbon ] 2010/11/23 17:24
Disseram-me que a Dina Aguiar, da RTP, fez uma reportagem no Portugal em Directo. Alguém viu ???
TERMOS DE USO | Regras de Utilização | Felinus e Cia. - © 2001 - 2018 Equipa Felinus