Anúncios | Artigos | Galeria |  Fórum   | Eventos | Utilizadores | Top | Raças | Diários | Quem?

Utilizador:
Password:
Memorizar-me


== ARTIGOS ==
Site Felinus
Lazer
Entrevistas
Clipping
BD
Newsletters
Encontros
Ajuda
Notícias
Sobre o Site
Informação
Raças
Conselhos
Legislação
Notícias
Campanhas
Crónicas
Histórias Felizes
Ficção
Humor
Opinião
Livros
Revistas
Filmes
Lojas
Veterinários
Alimentação




Artigos  » Crónicas

Adeus Micas...

A Micas era uma gatinha preta insignificante. Pequenina, com névoas nos olhos e uma orelha rachada.

Veio para minha casa no dia 25 de Maio de 2007, após a OVH, para fazer o PO. Veio com o irmão ou filho (nunca apurámos), também ele preto.


Ambos tinham sido muito maltratados pela vida de rua e ambos tinham já a sua idadezinha: ela cerca de 8 e ele à volta de 5. O seu estado era caótico e, talvez por isso, ambos os PO's não foram fáceis. O demasiado tempo que estiveram comigo para se tratarem, ligou-nos muito e decidi ficar com ambos.

As suas mazelas foram passando e tornaram-se uns gatos apresentáveis. Ele enorme e calminho, ela pequenina e muito meiga.



A Micas (assim chamada em homenagem a uma outra Micas de uma amiga), tornou-se a minha companheira inseparável. Onde eu estivesse, estava a Micas. Sempre serena, sentada ou deitada muito perto do local onde eu estivesse. Era gulosa e comilona. Por isso, na cozinha, além de companheira, tentava sempre ajudar nas provas da comida. Parecia um passarinho saltitante. Era muito enérgica e irrequieta.



Há pouco tempo a Micas adoeceu. Tinha uma ulcera na língua e deixou de comer. Emagreceu, mas continuou activa e bem disposta. Fez tratamento e recomeçou a comer bem, como sempre. No entanto não engordava nada. Fez análises. Tinha anemia. A saga começou. Desde o dia 20 de Abril não parou de fazer tratamentos, análises, testes, RX, ecografias. O sacrifício de sempre para mim e para ela.

Melhorou muito. Tudo estava no bom caminho. Na quinta feira, dia 8 de Maio deixou de comer de novo. No sábado, dia 10 voltou-lhe o apetite. Domingo continuou a comer bem... e no mesmo domingo, meia hora depois de lhe estar a dar comida, deixei-a na cozinha e fui tratar de outros. Quando voltei estava deitada quase inerte em cima da bancada.
Fiquei muda! agarrei nela assustada e tentei pô-la no chão. Andou cambaleante e foi vomitar a comida toda. Deitei-a numa caminha aquecida e já não saiu de lá! Esteve sempre serena e foi-se apagando aos poucos...



A Micas morreu às 2,45 do dia 12 de Maio de 2008. Tinha anemia hemolítica. Não esperou pelo dia 25 para fazer um ano de existência nesta casa, mas para mim era como sempre cá tivesse vivido.


Nos últimos dias o meu coração foi fustigado por desgostos sucessivos. Embora duas gatinhas não fossem minhas, eu tinha lutado por elas e a dor foi grande.

Hoje, a partida da minha Micas, deixou-me sem noção de nada...senti revolta, raiva, impotência e no meio de todos os sentimentos não encontrei a dimensão da minha dor...







- Cristinarino (Cristina Rino) [ Europe/Lisbon ] 2008/06/03 23:21

Versão para Impressão Enviar a um amigo

» Marina ( Sandra Marina Costa) » [ Europe/Lisbon ] 2008/08/05 17:00
É tão doloroso e confuso... à 16 meses que a minha princesa mais crescida luta com um fibrossarcoma. Ora melhora, ora piora... mas a dor e o medo de a perder a qualquer momento não me larga por um só dia, por um só minuto. Como tu dizes e muitissimo bem - é uma dor sem dimensão. Muita, muita força!

» pacris ( paula) » [ Europe/Lisbon ] 2008/07/16 12:37
Como eu a compreendo. No dia 4 deste mês também perdi a minha cadelinha adorada. A dor é muito grande e custa a passar. Acho que nunca passa. Com o tempo vai atenuando, mas fica sempre cá. Eles quando partem, sabem o amor que nós temos por eles; uma amor que é eterno e infindável. Coragem e pense que ela foi muito feliz consigo. Fica para sempre a saudade.

» Ivone Pereira ( Ivone Relvas do Nascimento Pereira) » [ Europe/Lisbon ] 2008/07/13 13:18
Como eu a entendo!...

» papillon ( Susana) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/19 00:58
Lamento, não posso dizer nada, que ajude a tua dor. Mas pensa que todos eles foram felizes contigo, se o destino vos juntou, foi por algo bom. Tenho a certeza que eles souberam o amor que tinham.
Força
Paz às suas alminhas.
:-(
papillon

» Filipa Bastos ( Filipa Bastos) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/14 13:17
As palavras pouco ajudam nestes momentos de dor. Recebe um abraço apertadinho, ainda que virtual. Muita força, pois fizeste muito por ela e continuas a fazer por tantos outros que necessitam. wub.gif

» sonia costa ( Sónia Costa) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/11 05:11
"Na vida tudo é efémero, excepto o amor, esse é eterno".
Um beijinho muito grande.

» Leo ( ) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/11 00:05
Abraços, Cristina. Lamento muito. Sei como dói.

» zarabina ( Márcia) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/09 11:49
Um grande e apertado abraço. sad.gif

» MJGM ( Maria João Martins) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/08 17:47
Tanta tristeza e tanta ternura...

» tiara ( teresa) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/08 04:52
Eu tinha acabado de perder a minha companheira de vida, uma gatinha preta, que acolhi com 15 dias, a mais fraquinha de uma ninhada cuja mãe fora envenenada pela mão de uma humana cruel, deixando 7 bébés orfãos para morrerem lentamente. Graças a um casal meu amigo, todos foram recolhidos e salvos. A pretinha era a mais fraquinha da ninhada, trouxe-a comigo. Tinhosa, quase sem pelo, parecia um ratito, na palma da minha mão. Por duas vezes julguei que a perdia, por duas vezes resistiu. Lutei por ela ao mesmo tempo que lutava pela minha sobrevivência emocional. Sobrevivemos ambas, tornámo-nos inseparáveis. Foi a minha 1ª gata. Viveu comigo 11 anos. Morreu no dia 18 de Julho do ano passado. Não consigo descrever a dor que senti (sei que me entendem!)...A minha Micas partiu, após 3 longas semanas de luta. Morreu em casa, rodeada pelos manos...por mim...e pela Cristina, que tão dedicadamente me acompanhou neste terrível periodo, até ao último suspiro da minha querida companheira. Depois, bem...pedi-lhe se podiamos baptizar a pretinha dela com o nome da minha...e assim ficou...uma Micas nas nossas vidas...uma menina adorável , esta doce gatinha que acabou de partir. Lamento profundamente a sua perda que, sinto um pouquinho como minha também. Aqui deixo o meu abraço apertado, cheio de amizade e comunhão de sentimentos a uma das pessoas mais fantásticas que se cruzou na minha vida. (E, acredito que posso dizê-lo...na vida de todos os que a conhecem!!!!)

» ti_cha_21@hotmail.com ( carla) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/06 23:50
ATE SEMPRE MICAS sad.gifsad.gifsad.gifsad.gifsad.gif

» lovekatzz ( sonia silva) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/06 21:59
Lamento imenso a perda, Cristina, a vida por vezes parece-nos tão injusta... Mas como seriam os últimos momentos da Micas se não te tivesses cruzado no seu caminho? O tempo apazigua, depois resta a memória dos tempos felizes e a certeza de se ter feito o melhor que se pôde. Força!!

» Bugita ( Susana Oliveira) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/06 11:01
Sinto muito Cristina, mesmo muito... é uma dor que não tem fim. Um beijinho e coragem

» studio224 ( Anne-Claire) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/06 08:59
Cristina.... um grande abraço... estou tão triste por ti..... AClaire

» Absolut ( Cristina Tavares) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/06 01:03
Beijo Grande, Cristina.

» Cuba ( Cuba) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/05 22:10
Cristina,

Tenho muita pena pela Micas, uma gatinha jovem a quem a vida deu uma segunda oportunidade ao atravessá-la no teu caminho – mas que lhe cobrou essa dívida cedo demais.
Como disse, tenho muita pena pela Micas, mas, do fundo do meu coração, sinto mais a tua dor, o teu desespero, ao seres forçada a viver esta, e outras, difíceis provas que a vida nos apresenta.
Não é difícil encontrar nas tuas palavras o amor que sentias pela Micas. Não é difícil entender nelas o quão forte és - por nunca baixares os braços, por não perderes a esperança, por acreditares que vale sempre a pena.

Por muitas palavras que se digam, creio que nada consegue acalmar a dor de quem perde alguém que ama – e tu saberás isso melhor que muitas pessoas. Fica o apoio de quem sofreu com a tua dor, e quando partilhas parece que dói um pouco menos…

Com a tua autorização, já publiquei o teu texto no meu blog, porque o acho um testemunho lindíssimo.
Tenho por lá um texto de que retirei este excerto – pareceu-me que podia dizer de outra forma aquilo que sentes…

«A mágoa de não te ter a meu lado começa a fazer parte de mim, quase como quem aprende a viver sem um pedaço. Sinto no peito um aperto que já não estranho, e uma paz que não é feita de felicidade...»

Pat

» ana curto ( ana curto) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/05 18:41
sad.gif sad.gif sad.gif
A Micas foi feliz contigo e isso ninguém vos tira.

» hecep ( Helena Cepeda) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/05 14:51
sad.gif Um grande abraço e obrigada por teres dado conforto à micas no seu último ano de vida.

» Morlii ( Cris Morlii) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/05 02:19
Querida Tia
TU conseguiste dar à tua Micas uma excelente vida.
TU mostraste-lhe o significado de coisas como: amor, segurança, carinho e confiança.
TU amaste-a e ela sentiu o teu amor (é impossivel não sentir) e viver sempre feliz graças a TI.
Fizeste tudo para a salvar. O destino foi ingrato e levou a tua menina, mas nunca esqueças que TU deste-lhe uma excelente vida e que CONTIGO ela foi uma gatinha MUITO FELIZ.
Bjinho muito grande para ti

» catlover ( Gina Pegado) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/04 23:58
Cristina, a MICAS pelo menos soube o significado de amor, carinho e ternura. Soube a pouco - 1 ano só - mas sabe o quanto foi amada, e de certo que está lá em cima a olhar por ti. E vais ver, ela ainda te vai enviar outra Micas, muito especial. Bj

» luna.zoe ( Ana Páscoa) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/04 20:42
Vi a Micas no dia que chegou a tua casa, e o farrapito de então nada tinha a ver com a gatinha bonita que se tornou.
Fica a dor da sua partida, assim como das outras gatinhas que ajudaste, mas decerto ficam também boas lembranças do tempo que viveu na casa zen (como eu costumo chamar à tua casa).
Um grande beijinho.

» lagutrop ( anaviannunes@netcabo.pt) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/04 17:40
UM abraço Cristina.
Eu estou aqui desfeita com a gatinha Ângela.

» atlantic ( Elisabete Feitoria) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/04 17:07
Minha amiga, como te compreendo... Estou a passar por uma agonia muito parecida. O meu Guilherminho tem um dia "sim", um dia "não" - esta noite foi "não" e esta manhã, quando não miou a pedir o pequeno almoço nem saiu do igloo, convenci-me de que tinha partido... Depois de tratar dos outros, decidi ir vê-lo e não é que ele, não só estava vivo, como aceitou o pequeno almoço ??? Aqui já não é dia a dia que vivo, é hora a hora...

Minha querida, recebe um grande abraço e também eu estou certa de que a adopção da Ìndia torna a Micas (esteja onde estiver) muito feliz...

» Cristinarino ( Cristina Rino) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/04 15:46
Obrigada pelas vossas palavras de carinho. A Micas foi embora e eu decidi adoptar uma pendura que está cá em casa desde Março. A India passou a residente. Acho que a Micas vai gostar...

» Adsartha ( Rita Machado) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/04 13:56
A dor de perdermos estes seres lindos que o destino fez com que se cruzassem connosco é sempre inenarrável e as saudades ardem no peito como labaredas, mas devemos lembrar-nos sempre de tudo o que de bom aconteceu e pensar que a felicidade que cada um deu ao outro é concerteza o que deve ser lembrado e guardado com todo o amor dentro de nós. Força!!!

» musaranho ( sara nobre) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/04 13:18
mais uma, Cristina! sad.gif fizeste-as a todas felizes, e a Micas soube o que era ter uma família e alguém que a protegesse, graças a ti! Um abraço muito grande e um beijinho heart.gif

» DiDi ( Diana) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/04 12:34
É sempre difícil despedirmo-nos deles... ficará sempre a lembrança nos nossos corações, e a consciência que lhes proporcioná-mos uma boa vida até ao fim.
Coragem... ela foi feliz, e é o mais importante. Beijinhos!

» adelianunes ( Adélia Nunes) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/04 10:59
Olá. Pelo menos a Micas teve direito a uma familia onde viveu feliz. Quantos gatinhos como a Micas esperam meses / anos por alguem que os possa adoptar? Não são apenas os animais de "raça" que têm direito a ter boas familias. Muitos parabens por teres dado uma oportunidade a esta linda. Não te esqueças que há sempre muitos "meninos" como ela que precisam da nossa ajuda. Muita força! Beijinhos

» TDavid ( TDavid) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/04 10:40
Um abraço grande e forte para ti, GRANDE Cristina wub.gif

» anajorge ( Ana Antunes) » [ Europe/Lisbon ] 2008/06/04 09:32
A Micas foi feliz contigo, o seu último ano de vida foi vivido em paz e amor, foi assim que ela partiu no conchego de uma cama quentinha.

Fizeste o melhor por ela e seja onde for que ela esteja olhará por ti e tudo te agradecerá.

Um abraço forte para ti.
TERMOS DE USO | Regras de Utilização | Felinus e Cia. - © 2001 - 2022 Equipa Felinus